Hospital Regional do Sertão Central

HRSC oferta os primeiros leitos de UTI da rede pública na Macrorregião do Sertão Central

hrsc-capa

O Hospital Regional do Sertão Central (HRSC), da rede pública do Ceará, iniciou na primeira semana de julho, o funcionamento progressivo da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com a internação de três pacientes. Os pacientes foram transferidos para o hospital através da Central de Regulação do SUS do Estado do Ceará (CRESUS-CE), provenientes dos municípios de Quixeramobim e Itapipoca. Os dez leitos de UTI disponibilizados no hospital são os primeiros da rede pública na Macrorregião do Sertão Central.

A UTI conta com uma equipe composta por médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, farmacêuticos, nutricionistas e técnicos de enfermagem que se revezam durante as 24h do dia, para prestar assistência aos pacientes internados. Atualmente, seis pacientes encontram-se aos cuidados da equipe.

Com os novos leitos de UTI e os de internação já funcionando, o Hospital Regional do Sertão Central avança no cronograma de funcionamento. O HRSC iniciou seu atendimento no dia 5 de dezembro e desde então oferece à população serviços ambulatoriais, exames de imagem, exames laboratoriais e cirurgias. De dezembro de 2016 a junho de 2017 já foram realizados mais de oito mil atendimentos, entre cirurgias, consultas e exames.
Em seu pleno funcionamento, o hospital garantirá atendimento à população de 631.037 habitantes dos 20 municípios da Macrorregião do Sertão Central: Boa Viagem, Canindé, Caridade, Itatira, Madalena, Paramoti, Banabuiú, Choró, Ibaretama, Ibicuitinga, Milhã, Pedra Branca, Quixadá, Quixeramobim, Senador Pompeu, Solonópole, Aiuaba, Arneiroz, Parambu e Tauá.

Organização Social mantida com recursos públicos provenientes de seus impostos e contribuições sociais
© 2017 - Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar
- www.isgh.org.br
Todos os direitos reservados